Citando Clarissa Pinkola

Quero registrar para sempre os aprendizados sobre a importância da intuição. Desde o dia em que aprendi a me ouvir, aprendi também a calar e a falar pela voz deste sentido inato chamado intuição.

Clarissa Pinkola é uma luz-guia, no sentido de trazer em palavras, tanto do que habita o universo intuitivo, de onde simplesmente sabemos.


Desde as coisas simples, até as que requerem grande exercício de calar a mente, estes tempos requerem que estejamos atentos ao que sentimos.

Não há verdade mais profunda do que a profunda verdade que vem de você.


Há pessoas que recebem verdadeiras desautorizações para a vida, imensos nãos!

São diagnósticos,classificações, avaliações negativas, ausência de oportunidades e falência de informações, que as colocam numa régua rígida.

São medidas, empacotas e carimbadas com um tipo de selo de desqualificação. Ainda assim, muitas dessas pessoas discordam destas medidas e certezas e fazem coisas diferentes, vão em busca de informações e pensamentos de outra ordem, acreditam em si mesmas e fazem uma outra jornada.

Mas também há as que se entregarão.

Pode parecer tão incompreensível quanto qualquer coisa que existe mas não deveria.

Crianças comendo terra... não pode ser natural. A intuição informa, antes de qualquer senso moral, que não pode ser natural.


Há dias de revolta e dias de profunda compreensão. Dias de vulnerabilidade e dias da força de titãs.

Ao me aproximar de alguma resposta, imediatamente sou projetada para bem distante da própria resposta.

Esta é a jornada, não há certezas, mas há caminhos e principalmente, há maneiras de caminhar.

Talvez você também já tenha pensado em algum tipo de desistência, tenha questionado o seu papel, seu trabalho, tenha inventado uma saída pela lateral quando fica pesado demais, triste demais, inseguro demais, solitário demais.

Nunca, nunca fique só com a sua dor. A intuição te informa para procurar seus grupos, pequenos grupos de aconchego, de fortalecimento. Nestes lugares afetivos sempre tem alguém disponível para te aconchegar, te ouvir e esperar para que a força volte e as lutas de valor façam sentido novamente.


Conforme diz Clarissa " Sabemos que não são necessárias todas as pessoas da Terra para trazer justiça e paz, mas apenas um pequeno e determinado grupo que não desistirá durante a primeira, a segunda ou a centésima tempestade".





Seguem trechos e textos da Clarissa.

"Já ouvi mulheres que disseram estas palavras, se não centenas, então milhares de vezes: “Eu sabia que devia ter seguido minha intuição. Pressenti que devia ou não devia ter feito isso ou aquilo, mas não lhe dei ouvidos.” 

Nutrimos o profundo self intuitivo ao prestar atenção a ele e ao agir de acordo com sua orientação. Ele é um personagem autônomo, um ser mágico, mais ou menos do tamanho de uma boneca que habita a terra psíquica da mulher interior. 

Nesse sentido, ele é como os músculos no corpo. Se um músculo não for usado, ele acaba definhando. A intuição é exatamente igual: sem alimento, sem atividade, ela se atrofia.”

imagem: carta do Oráculo de Piracanga

O QUE EU SEI NA MEDULA DOS MEUS OSSOS Poema de Clarissa Pinkola Estés

Não é nossa missão consertar o mundo inteiro de uma vez, mas nos esforçarmos para reparar a parte do mundo que está ao nosso alcance.

Qualquer coisa, mesmo sutil ou pequena, que uma alma possa fazer para ajudar outra alma, dando assistência a alguma parte deste pobre mundo sofrido, ajudará imensamente.

O que é necessário para uma mudança dramática é o acúmulo de ações. Mais, mais, e mais....continuamente... Sabemos que não são necessárias todas as pessoas da Terra para trazer justiça e paz, Mas apenas um pequeno e determinado grupo que não desistirá durante a primeira, a segunda ou a centésima tempestade.

Uma das ações mais pacíficas e poderosas para intervir num mundo tempestuoso é ficar firme e mostrar sua alma. A alma brilha como ouro em tempos escuros. A luz da alma atira centelhas, envia labaredas, manda sinais de fogo e incendeia as outras.

Mostrar a lanterna da alma em tempos sombrios como estes Ser ao mesmo tempo implacável e misericordiosa, Ambos são atos de imensa bravura e enorme necessidade.

As almas que lutam recebem luz de outras almas que estão completamente acesas e dispostas a iluminar o caminho. Se você conseguir apenas acalmar um tumulto (externo ou interno), já será uma das coisas mais poderosas que poderá fazer.

Sempre há momentos em que nos sentimos desencorajadas. Eu também sinto desespero muitas vezes em minha vida, mas não lhe ofereço um assento; eu não o entretenho, Não permito que coma do meu prato.

A razão é simples. Na medula dos meus ossos eu sei algo que você também sabe: Que não pode haver desespero quando você se lembra por que veio para a Terra, a Quem você serve e Quem te mandou para cá.

As boas palavras que dizemos E as boas ações que realizamos não são nossas. Elas são as palavras e as ações Daquela que nos trouxe aqui.


Tradução: Cristiane Marino





​© 2023 by Celia Barboza - Site criado por Rica Maia

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now